Se você não tem uma doença renal, mas seu pai, avó ou tio possuem, saiba que doenças renais podem se desenvolver por questões hereditárias. Pois é, você é um potencial candidato a desenvolver doença renal por causa de seu material genético.

Considerando que as doenças renais são assintomáticas; ou seja, não apresentam sintomas até atingirem um estágio avançado, é preciso ficar atento. Algumas nefropatias são hereditárias. Uma delas é a doença renal policística. Se o pai ou mãe possuir a doença, há 50% de chances do filho desenvolvê-la. Infelizmente, não há tratamento específico para essa doença. Contudo, sabendo da hereditariedade, a saúde da pessoa pode ser monitorada desde muito cedo e os sintomas aliviados, evitando assim complicações maiores, como insuficiência dos rins.

Outro exemplo são os cálculos renais (famosas “pedras nos rins”), que também podem ser ocasionados por questões genéticas. Há formas de se evitar as pedras nos rins e elas são relativamente simples: ingerir líquido adequadamente – exceto refrigerantes -, ter uma dieta balanceada, com baixo uso de sal/sódio e proteína animal, e praticar atividades físicas.

Portanto, fique atento!
Possuir histórico familiar de doença renal também inclui você em grupos de risco de doenças renais crônicas. Vá ao médico, faça exames e controle da situação de seus rins.
A prevenção é sempre o melhor remédio!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *